domingo, 27 de março de 2011

Algo para sangrar os ouvidos

Oi, meu povo. Como o Dark Dot adora sacanear pessoas que pedem para ser sacaneadas (Sem bullying ok? Nós só falamos a verdade), hoje venho trazer á vocês algo que me surpreendeu e me deixou profundamente triste. Triste porque uma semana atrás eu pensava que o mundo não poderia piorar, mas nesta semana eu descobri que o buraco é tão mais embaixo... Céus, aonde nós vamos parar?
Vocês estão boiando? Acredite, é melhor ficar assim.

Aviso: Se você tem a mente fraca e gosta de tudo que é modinha, sem nem saber o porquê, por favor, não continue a ler o post. Eu não quero ser culpada por espalhar a semente do mal. Mas se você é uma pessoa forte, sinta-se a vontade em continuar a ler, pois o que vem aí é uma, perdoe a palavra, merda!

video
Se o vídeo não tiver legenda, clique em CC no player do Youtube.

E aí, ainda vivo? Homem, se você continua nesta dimensão pode agradecer, porque você é o cara (Ou a cara).
Você pode achar que o pior é a voz da garota (Rebecca Black, o nome dela), ou a vazia letra da musica, ou ainda o tiozinho lá que ninguém nem sabe quem é, tirando onda de 50 Cent. Mas não! O pior é que a menina com apenas 13 (Ou 12, sei lá) anos de idade, já estragou toda a boa vida que poderia ter no futuro.
Imagine a cena...

Rebecca Black, com seus 18 anos, indo para uma entrevista em Yale. Ela se senta de frente para a mesa do reitor e o espera falar, educadamente.
Reitor de Yale: Bom dia, senhorita – Ele olha para a ficha de Rebecca e lê o seu nome – Rebecca Black! Foi você quem criou aquela maldição indígena em forma de música?
Rebecca olha para baixo, constrangida – Sim.
Reitor de Yale: Desculpe, mas nossa Universidade não aceita pessoas como você. Pode ir.

Viu? Toma Rebecca Black! Estragou seu futuro.
Sinceramente, eu tenho peninha da Rebecca, porque ela não está bem gente, não está mesmo! Uma pessoa com plena saúde mental não faz um negocio desse não, não faz não.
E o pior é que ainda tem 43 Milhões de acessos essa porcaria desse vídeo. Mas o que me anima é saber que apenas 3% desse total (Estatística minha, nada oficial) realmente gostou da música. Outros 97% só está sacaneando-a, como eu!

Adíos!
Juliana.

Um comentário:

  1. *ri muito*
    pois é,esse ser,fez a linda proeza de estragar todas as sextas com seu maldito friday,friday héee
    ¬¬

    ResponderExcluir

Não tenha vergonha, dê sua opinião!